Chácara Cloric recebe grupo de mulheres jipeiras


8 de fevereiro de 2022 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Notícias Off-Road



As mulheres estão cada vez mais interessadas na prática do offroad e tem crescido muito a participação feminina em eventos, bem como o interesse em adquirir um veículo 4×4.

O grupo @mulheres4x4sp foi criado em junho de 2021 pela professora Cinthia Borelli e tem o objetivo de reunir mulheres que queiram ingressar no mundo offroad, oferecendo a possibilidade de passeios que qualquer tipo de 4×4 em condições originais consiga realizar. O grupo tem promovido passeios fora da estrada, que incluem ações sociais.

Neste último sábado o comboio foi comemorar o aniversário de Dona Clotilde, protetora que comanda a Chácara Cloric, com um presente especial: um lote de rações que foram doadas pelo grupo e simpatizantes.

A chácara é uma propriedade particular que abriga centenas de cães e gatos que foram resgatados em situação de abandono ou maus tratos. Dona Clotilde assume e coordena esse trabalho que vive de doações e parcerias que se juntam para arrecadar a ração consumida pelos animais.

É uma bela chácara e duas coisas chamam a atenção quando entramos lá: a limpeza e o bom estado de saúde dos animais. Aliás, existe a possibilidade de quem quiser conhecer, sair com um novo amigo de lá, já que os animaizinhos são extremamente dóceis e sociáveis.

Logo na entrada somos recebidos por muitos gatos extremamente amorosos. Em seguida, na área reservada aos cães, somos recebidos por adoráveis peludos. Resista quem puder aos olhares dos bichinhos pois, o impulso é trazê-los todos para casa.

Essa ação vem chamar a atenção sobre a necessidade de políticas públicas eficientes, que eduquem e informem a população  sobre a responsabilidade de se adquirir um animal, para evitar abandonos e procriação descontrolada, que infelizmente acontecem muito frequentemente.

O passeio, organizado pelo grupo Mulheres 4×4 SP reuniu o comboio composto por 26 viaturas e partiu primeiro para a visita da chácara em São Bernardo do Campo. Depois disso foram pela Estrada do Sal, até a conhecida Prainha. No comboio havia tanto pilotas experientes, quanto estreantes, que tiveram a oportunidade de conhecer mais um pouco de seus veículos 4X4. Na Prainha, não faltaram derrapagens,  atolamentos, que exigiram aprendizado e colaboração e, obviamente muita diversão. Todas foram preparadas para enfrentar os novos desafios em situações, para algumas, inéditas. Depois seguiram pela Estrada do Sal que, com as chuvas recentes permitiram um toque a mais de emoção com alguns trechos alagados e “esburacados”,  bem conhecidos pelo pessoal de SP e ABC que frequenta a região, inclusive porque lá estão as entradas de algumas trilhas que fazem parte do repertório dos jipeiros.

Depois da prainha, o comboio seguiu para a vila de Taquarussu, onde era aguardado com a feijoada preparada pela Dona Marlene, que atualmente cuida do espaço histórico.

Foi um passeio leve e divertido, com a satisfação para algumas das mulheres, de terem enfrentados situações diferentes e que, certamente ficaram  animadas para desafios maiores.

Produzido por : Ana Beatriz Linardi

Comentários